• Ana Ceregatti

Conhecendo os grupos alimentares

Atualizado: Jun 25

Combinar direitinho os alimentos é tarefa de extrema importância para equilibrar a nutrição do dia a dia, evitando as carências e os excessos e fica mais fácil conseguir isso se conhecemos como os alimentos se agrupam e qual a função de cada um dos grupos. Confira a seguir onde cada alimento se encaixa e por que.

Começamos pelo grupo dos cereais, onde também encontram-se os tubérculos. Os alimentos que compõem esse grupo têm a predominância de carboidratos na composição. Alguns são também ótimas fontes de proteínas, como a quinoa, o amaranto, trigo sarraceno e aveia. É desse grupo que obtemos, de forma simples e rápida, a glicose, que fornece energia para absolutamente todas as nossas células. Portanto, ele deve estar presente em todas as refeições, já que nosso organismo trabalha 24 horas por dia e 7 dias por semana. Evite incluir as versões refinadas, como arroz branco, farinhas brancas e tudo que é feito com elas (biscoitos, bolos, pães, macarrão, etc.), pois eles realmente não fazem bem à saúde!


Outro grupo bastante importante, especialmente para pessoas vegetarianas, é o das leguminosas. São alimentos ricos em proteínas e carboidratos complexos, além de ótimas fontes de vitaminas e minerais, como ferro e zinco. Eles também contêm muita fibra de ótima qualidade.


Verduras e legumes compõem o grupo das hortaliças que, junto com o grupo das frutas, fornecem fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes. Abacate e coco também são frutas, mas entram em outro grupo por conterem predominantemente gordura.

Os quatro grupos citados acima contêm quase nada de gordura na sua composição. Elas estão presentes basicamente nos grupos das oleaginosas e dos óleos e gorduras. Os alimentos que os compõem são riquíssimos em gorduras poli-insaturadas, consideradas protetoras para o metabolismo. As oleaginosas, além das gorduras, também contêm alguns minerais (como cálcio, zinco, ferro, selênio, cobre, etc.) e vitaminas, além de um pouco de carboidratos e proteínas.



Uma função bem importante

O grupo dos óleos e gorduras também deve estar presente na alimentação diária, porque ajuda na absorção de algumas vitaminas e fornece elementos para fabricarmos adequadamente várias células e substâncias. Como esses alimentos têm alta concentração de calorias em pequenos volumes, as quantidades devem ser bem moderadas, garantindo a manutenção do peso corporal. Se o peso já está acima do saudável, é bem importante prestar atenção na quantidade, consumindo o mínimo necessário.

O grupo dos açúcares, onde estão todos os alimentos contendo algum tipo de açúcar, é basicamente fonte de glicose e portanto totalmente dispensável ao organismo, pois a mesma será obtida a partir do grupo dos cereais e das frutas.

Para pessoas que consomem derivados animais, há os grupos dos laticínios e das carnes. O primeiro é composto pelo leite, queijos, iogurte, coalhada e manteiga. Esses alimentos são compostos basicamente de gorduras, sendo que a predominância é do tipo saturada, aquela que altera o colesterol LDL. Esses alimentos contêm pouca gordura do tipo insaturada, que, como mencionado acima, é benéfica ao organismo. No grupo das carnes estão incluídas as carnes de todos os tipos e os ovos. Esses alimentos contêm proteínas e gorduras predominantemente saturadas, além de vitaminas e minerais. Esses alimentos não contêm carboidratos, fibras e antioxidantes. O Ministério da Saúde recomenda uma porção de até 100 gramas de carnes por dia OU 2 ovos cozidos. Sendo esses alimentos ricos em gordura saturada, eles tiveram ter seu consumo limitado para garantir a saúde cardiovascular.


Confira a tabela com os grupos alimentares:



0 visualização

Criado por Rodrigo Franco 2018

  • Facebook Round
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle