top of page

De onde vem a sua comida?

Atualizado: 11 de mai. de 2023

Pesquisa recente constata: quatro em cada cinco produtos das gôndolas de supermercado possuem ao menos um aditivo adicionado ao alimento. E o que isso significa? Esse fato evidencia o quanto a nossa alimentação atual está associada aos produtos industrializados e, por consequência, o quanto nos distanciamos de uma alimentação que venha predominantemente da terra.


Mas o que são os aditivos alimentares? Eles são conhecidos por muitos nomes: acidulantes, conservantes, corantes, emulsificantes, estabilizantes, aromatizantes, antioxidantes, antiumectantes, espessantes e a lista continua, cada um com uma função específica. Eles são facilmente identificados nas embalagens dos produtos. Basta procurá-los no final da lista de ingredientes dos alimentos processados e ultraprocessados.


Formalmente, definimos aditivos alimentares como qualquer ingrediente adicionado a um alimento sem o objetivo de nutrir. Seus usos dentro da indústria alimentícia estão relacionados à modificação da composição natural dos alimentos contidos nas embalagens. Eles ajudam na conservação do produto nas prateleiras e conferem características que os tornam mais próximos do que o consumidor espera encontrar dentro dos pacotinhos coloridos.


Estamos vivendo uma epidemia de doenças associadas à má alimentação e não há suco detox que dê conta de resolver o problema. Precisamos mudar os hábitos alimentares do nosso povo! Doenças como obesidade, diabetes, pressão alta e alguns tipos de câncer estão diretamente associadas ao consumo excessivo de alimentos processados e ultraprocessados. Essas doenças não fazem distinção de idade, gênero ou raça, mas de hábitos alimentares.


Personagens de desenhos animados devem permanecer somente do outro lado da tela. Não os traga para dentro dos armários da sua cozinha. Passe longe também dos produtos que não têm cor de comida. Evite listas de ingredientes com nomes difíceis de pronunciar. O alimento tem que vir da terra e não precisa de embalagem sofisticada. Se o pacotinho está gritando para chamar sua atenção, muito cuidado. Rico em vitaminas, zero gorduras, light e vegano não significa necessariamente saudável. Melhor procurar sempre por 100% integral e ir direto na lista de ingredientes para não ter dúvida!


Uma alimentação conveniente deve ter como propósito, antes de tudo, suprir ao corpo todas as necessidades nutricionais para uma vida saudável. Devemos nos perguntar se a conveniência que estamos buscando quando optamos por um produto que não precisa de nenhum preparo além de tirar da embalagem não está nos levando a abrir mão da nossa saúde e de nossa família. Tomar uma decisão é o primeiro passo para a mudança de um hábito.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Triglicérides alto

Entenda o que faz aumenta-lo e como evitar através da alimentação.

Comments


bottom of page