top of page

Mel ou melado?

Atualizado: 6 de jul. de 2023

Eles têm consistência parecida e valor calórico muito semelhante. Em relação a vitaminas e minerais, há diferenças bem significativas. Conheça cada um e escolha conscientemente o seu preferido.


Uma alimentação adequada e equilibrada deve conter alimentos frescos e integrais, pertencentes aos vários grupos alimentares, como cereais (aveia, arroz, trigo, etc.), tubérculos (batatas em geral, mandioca, mandioquinha, inhame, cará), leguminosas (feijões, lentilhas, grão-de-bico, ervilha seca, favas, etc.), verduras, legumes, frutas, castanhas e sementes (gergelim, abóbora, linhaça, etc.). A combinação de vários alimentos desses vários grupos, ao longo de um dia, é mandatória para o perfeito funcionamento de todos os órgãos e tecidos. Isso é claro se os alimentos forem frescos, naturais e pouco ou nada processados.


Nesse contexto alimentar, há uma grande chance de evitar e até reverter várias doenças crônicas que assolam as populações de vários países, como obesidade, diabetes, câncer, doenças cardiovasculares, pressão alta e por aí vai.


O grupo dos açúcares – que é um grupo alimentar, segundo o Ministério da Saúde – não é necessário. Muito pelo contrário, ele é dispensável, inclusive porque, dependendo da pessoa e da frequência de consumo, os alimentos que nele estão contidos podem causar e/ou piorar as doenças citadas acima. O que nutricionalmente obtemos dele, a glicose, é facilmente obtida em diversos alimentos, dos vários outros grupos. Alguns têm mais, outros menos. Mas todos irão fornecer a glicose necessária para as funções metabólicas, em menor ou maior quantidade. Então, definitivamente, o grupo dos açúcares é desnecessário.


Para você saber, nesse grupo, estão contidos todos os tipos de açúcar (refinado, demerara, mascavo, de coco, de beterraba), a rapadura, o mel, o melado (de cana, de tâmara, de romã, etc.), o agave, o xarope de milho, o xarope de maple, além da vasta gama de produtos feitos a partir deles, como balas, doces, geleias, etc.


Isso posto, vamos ao que interessa? Lembrando que aqui vamos focar nos alimentos na forma fluida e não dos açúcares tipo mascavo, ok?


Mel, melado, agave, maple ou xarope de milho


Antes de tudo, vamos lembrar que estamos falando de opções que satisfazem paladar e preferências e não a necessidade nutricional. Você pode tranquilamente ficar sem consumir qualquer um deles, pois o metabolismo precisa de absolutamente nenhum.


A tabela abaixo mostra a composição nutricional de cada um desses alimentos. Em negrito, estão as medidas encontradas na tabela TACO, feita pela Unicamp. As demais foram retiradas da tabela do Departamento de Agricultura dos EUA.



A quantidade de calorias para cada 100 gramas de alimento difere muito pouco e gira em torno de 290. Para você ter uma ideia, em 1 colher de sopa cabem 15 ml de água. Para o mel, com a variação de densidade, podem caber de 18 a 20 gramas. O mesmo vale para todos os alimentos da tabela. Assim, ao consumir 1 colher de sopa de qualquer um deles, você estará ingerindo entre 50 a 60 calorias. É pouco ou muito? Depende da sua alimentação como um todo e principalmente da sua saúde.


Comparando mel com melado, o primeiro contém mais vitamina B1 e vitamina C, mas em teores muito longe das necessidades. É o mel nem é o alimento mais rico nesses nutrientes! O melado, por sua vez, é muitíssimo mais rico em minerais. Mas ninguém vai obter todo o cálcio e ferro que precisa a partir do melado. Aliás, não vai chegar nem perto. Então, de novo, é uma questão gastronômica e tanto faz consumir um ou outro. E aqui não estou considerando as questões que envolvem cultivo e exploração das abelhas, que por si só é uma razão para preferir o melado ou qualquer outro de origem vegetal.


O que realmente não se recomenda a ingestão é do xarope de milho. Puro ou contido nos vários alimentos industrializados. Basicamente porque sua metabolização é muito onerosa para o organismo. Por isso, mesmo quantidades pequenas não são interessantes. De todos, é o mais barato e por essa razão amplamente utilizado pela indústria alimentícia.


Melado de romã, de tâmara, xarope de maple e agave são alimentos muito mais caros e mais difíceis de encontrar.


96 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page