top of page

O café nosso de cada dia

O dia amanhece, o alarme do celular toca e entre uma virada e outra na cama o corpo desperta e começa a tomar consciência do ambiente ao redor. A rotina que se inicia à partir deste momento varia de pessoa para pessoa: algumas vão ao banheiro ao acordar, outras perefem comer antes de começar os rituais de higiene e se preparar para atender aos compromissos do dia.


Uma xícara de informação sobre o café

O café é uma bebida apreciada por muita gente e consumida em vários momentos ao longo do dia, seja para despertar logo cedo ou após o almoço ou simplesmente por um deleite sensorial.


Ele contém substâncias bioativas que desempenham funções antioxidantes, além da cafeína, que funciona como um estimulante do sistema nervoso.


Algumas pessoas são consideradas “boas metabolizadoras” da cafeína e o efeito estimulante é mais suave. Outras são tão sensíveis que podem ter dificuldades para dormir à noite se tomarem café em algum momento a partir do meio da manhã.


Mesmo para quem lida bem com o café – e não fica tão “pilhado”, vale consumi-lo com parcimônia. A recomendação para consumo diário de cafeína são 400 mg/dia, o que equivale a cerca de 4 a 5 xícaras de 50 ml – 1 xicara de café tem cerca de 80 a 100 mg de cafeína, dependendo do tipo de grão, método de preparo e, é claro, tamanho da xicara.


A seguir, separamos três reflexões sobre essa bebida que faz parte da rotina diária do brasileiro. Confira:


Você toma café da manhã?

Essa refeição é extremamente importante! Depois de horas de sono o corpo acorda em jejum sem os estoques de energia que a alimentação irá fornecer ao longo do dia.


Por isso é extremamente importante consumir alguma refeição antes dar início a rotina de compromissos diários e não deixar para fazer a refeição seguinte somente no almoço.


Fazer algum lanche mais leve no meio da manhã entre as refeições também é uma boa pedida. Este é um horário do dia onde uma ou duas xícaras de café vão muito bem para acompanhar!


Você toma café ao longo do dia?

Após o almoço, um cafezinho. Depois de uma reunião, um cafezinho. Uma pausa com o colega de trabalho, um cafezinho.


O excesso de café ao longo do dia pode hiperestimular o corpo, aumentando sensações de estresse, ansiedade e irritabilidade, o que pode levar a uma desregulação do sistema de fome-saciedade e um comprometimento da qualidade do sono ao fim do dia.


Portanto, evite fazer do café uma bebida de suporte emocional para lidar com as situações do dia.


Substitutos gastronômicos do café

Você gosta de uma bebida para acompanhar suas rotinas? Ir bebericando enquanto realiza uma atividade e outra?


Mantenha sempre ao alcance das mãos um copo ou garrafa de água. Ela é a melhor bebida para ser sua companheira diária e não precisa ser consumida em excesso!


Beber algo em torno de 30 ml de água por quilo de peso por dia é o suficiente.

Prefere uma bebida com sabor? Confira então algumas possibilidades para substituição gastronômica do cafezinho:


Cevadinha - a cevada é um cereal assim como o arroz e a aveia. Seus grãos torrados e moídos são utilizados na fabricação de uma bebida sem cafeína que tem a cor semelhante ao café. O preparo é semelhante ao do café: coado ou um pó para preparo instantâneo.


Café de açaí - uma opção menos conhecida, mas de preparo semelhante, o café de açaí é feito a partir da torra dos grãos desta fruta. É encontrado apenas em algumas lojas de produtos naturais.


Chás - estão presentes em uma variedade de aromas e sabores provenientes da mistura de cascas, flores, folhas. Alguns, inclusive, com o efeito estimulante semelhante ao café, como o chá mate, chá preto, chá verde e chá branco.


Cacau brew – embora seja feito a partir das sementes de cacau, ele não é o cacau em pó, mas sim um pó granulado que permite fazer uma bebida bem aromática e saborosa.


A teofilina, encontrada basicamente em chás tipo mate, preto, branco, verde, e a teobromina, presente no cacau e no guaraná, são compostos similares à cafeína que também têm efeito estimulante.

Se a pedida é por uma bebida diferente, aqui vão mais algumas dicas:


Leites vegetais - uma ótima bebida para incorporar no consumo diário. Pode ser preparado quente e temperado com especiarias como o cardamomo, a canela, o cravo e até mesmo a cúrcuma em pó. Leites vegetais possuem valor energético e não devem ser consumidos em excesso.


Hortisucos - ricos em fibras e antioxidantes, podem ser preparados com uma variedade de ingredientes, sempre misturando uma fruta (laranja, banana, mamão, acerola, limão, maçã, água de coco) com uma hortaliça (couve, cenoura, beterraba, rúcula). Podem ser consumidos como uma bebida rápida ou ainda acrescidos de um cereal como a aveia para uma refeição mais substancial.



42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page