top of page

Prescrição de dietas: quem pode fazer?

Atualizado: 6 de jul. de 2023

Estamos vivendo um momento maravilhoso para o tema “alimentação”. Dicas de comer bem estampam capas de revistas e jornais, protagonizam séries de TV, são objetos de blogs, sites e canais de youtube e recheiam os milhares de posts nas mídias sociais.


Em nome da saúde, da cura e/ou manejo de doenças, de um corpo magro, forte, saudável, com energia, que seja livre de rugas, estrias, flacidez, que aguente uma rotina de treinos, etc. aparecem as mais variadas dicas e receitas.


Médicos, educadores físicos, coaches, especialistas em alimentação, chefs, culinaristas, celebridades, blogueiros, personal trainers ao lado de nutricionistas disputam um lugar ao sol nesse grande mercado nutricional.


Mas quem pode realmente prescrever uma dieta, que é o que, o final das contas, vai manter a saúde ou levar até ela?


Por lei, apenas um nutricionista pode fazer o que chamamos de “prescrição dietética”, que se traduz no plano alimentar. E é esse plano alimentar bem feito, desenhado às necessidades individuais, que levará a um real estado de saúde física, mental e emocional.


Vale dizer que é papel dos vários profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, agentes de saúde, e profissionais de educação, como professores e coordenadores pedagógicos, orientar e estimular a alimentação saudável como estratégias para promoção e manutenção da saúde.


Então, nem médico pode prescrever dieta? Não, nem médico, de qualquer especialidade, pode prescrever dietas.


Entenda o porquê.


Nutricionista


É um profissional que fez faculdade de Nutrição por 4 a 5 anos e estudou, durante esse período, anatomia, bioquímica, fisiologia, imunologia, epidemiologia, farmacologia, sociologia, bioestatísitca, economia, psicologia, comunicação, contabilidade, educação – disciplinas comuns a vários cursos – além de matérias bem específicas, como bromatologia (estudo dos alimentos, sua natureza, composição, qualidades e usos dietéticos), dietoterapia, avaliação e educação nutricional, técnicas dietéticas, legislação de alimentos, psicologia aplicada ao comportamento alimentar, etc.


O nutricionista também está capacitado a solicitar e interpretar uma série de exames laboratoriais relacionados à avaliação do estado nutricional do indivíduo. No entanto, nutricionistas não podem emitir diagnósticos que não sejam nutricionais. Isso é de competência exclusiva do médico.

Assim, para prescrever uma dieta, é preciso entender o contexto de saúde e rotina de vida daquela pessoa, conhecer os alimentos, suas propriedades e interações (entre alimentos e com medicamentos) e também considerar um leque de outros aspectos: ambiental, cultural, econômico, político, social e psicoafetivo. Há também que refletir sobre toda a simbologia que o alimento tem para aquela pessoa.


Médicos, educadores físicos, coaches e qualquer outra pessoa bem intencionada não estão capacitados a fazer uma prescrição nutricional. Desconsiderar as questões acima e massificar uma orientação nutricional é simplesmente desvalorizar a pessoa como ser individual. Além do que, pode dar muito errado e haver prejuízo não só físico, mas, e principalmente, emocional.


Nutrólogo


Um nutrólogo não é nutricionista. Ele é um profissional que fez faculdade de medicina, portanto é um médico, e se especializou em Nutrologia. Ele atua principalmente no diagnóstico, prevenção e tratamento das várias doenças nutricionais, como obesidade, pressão alta e diabetes, visando a manutenção de saúde e redução de risco dessas e de outras enfermidades, contribuindo na promoção de uma longevidade saudável, com melhor qualidade de vida.


Na mesma linha, um endocrinologista é um médico que se especializou em endocrinologia, uma área da medicina que estuda profundamente os órgãos que produzem todos os hormônios do nosso corpo. Alterações na tireoide, no ciclo menstrual, obesidade e diabetes são exemplos de condições de saúde tratadas pelos endocrinologistas.


Durante os 6 anos de formação na faculdade de medicina, há pouquíssimo conteúdo de nutrição ensinado aos estudantes. Por isso, a maioria dos médicos sai da faculdade pouco preparada para orientar a população nas questões alimentares.


Quem consultar primeiro: nutricionista ou nutrólogo/endocrinologista?


Se você estiver sabidamente saudável e desejar modificar/melhorar seus hábitos alimentares, comece pelo nutricionista. As recomendações serão certamente mais abrangentes e individualizadas, com grande potencial para reverter pequenos desconfortos causados por má alimentação/erros alimentares. Além disso, como esse profissional está capacitado a avaliar exames, se algo aparecer em desacordo, ele o encaminhará ao colega médico.


O mais importante de tudo é que médicos e nutricionistas são parceiros na condução de uma vida mais longeva e saudável para todos e para cada um. Cada um no seu quadrado!


Nota: colaboraram no texto nutricionistas do grupo @nutris_org
202 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Triglicérides alto

Entenda o que faz aumenta-lo e como evitar através da alimentação.

Opmerkingen


bottom of page